sexta-feira, 5 de março de 2010

O "boom" nos musicais-1930 - 2ªparte



Surgiram grandes vozes como a de Mario Lanza que foi outro grande tenor, que se converteria numa das vozes mais potentes dos filmes “The Toast of New Orleans”(Nas Redes do Amor) ao lado de Kathryn Grayson que foi um dos seus melhores. Ele fez apenas 07 filmes, mas sua interpretação de Caruso ficou na história.
“The Toast of New Orleans”(de 1950)



http://www.youtube.com/watch?v=EHHeX7YxsYY&feature=player_embedded
Outros destaques foram Bing Crosby, com filmes como “ Anything goes" (Fuzarca a Bordo)1935, “The Bells of St. Mary's"(Os Sinos de Santa Maria) e “High Society”(Alta Sociedade),este com Frank Sinatra,Grace Kelly, Louis Armstrong e Celest Holm.

Bing Crosby, começou sua carreira no cinema com papéis de destaque em uma série de pequenas comédias de Mack Sennett. Depois de suas gravações e séries de rádio, decolou para o cinema no início dos anos 1930, e a Paramount mostrou o seu valor em "The Big Broadcast" (1932).
Crosby, estrelou numa série de musicais e comédias repletas de canções. Ele ganhou milhões com títulos como" Mississippi "(1935), "Pennies From Heaven" (1936) e "Sing You Sinners" (1938). Muitas vezes medíocres, esses filmes eram populares graças a Crosby como personagem na tela, e seu timbre barítono quente fez o sucesso de muitas canções, incluindo "Temptation", "Pennies From Heaven" e "Blue Hawaii".

"Swinging on a Star"


http://www.youtube.com/watch?v=iTUKHMlbYGA&feature=player_embedded

"Temptation"


http://www.youtube.com/watch?v=NtUBYLMxtXY&feature=player_embedded


Outra cantora das estrelas musicais no estúdio MGM na década de 1930 , vinda da Broadway, foi a glamurosa sapateadora Eleanor Powell, que estrelou uma série de populares filmes musicais. Durante sua longa carreira, ela dançou com Fred Astaire. Um dos seus melhores filmes é o "Born to Dance"( Nascida para Dançar) (1936) com Powell em seu primeiro papel de filme sapateando a bordo de um navio de guerra.

"The Broadway Melody" de 1938 (1937), é um filme em que os solos de Eleanor Powell foram ofuscados por uma jovem, a Judy Garland (seu nome original era Frances Gumm, em sua primeira longa-metragem) cantando e dançando com Buddy Ebsen e cantando o clássico "You Made Me Love You" com uma foto de Clark Gable(Dear Mr. Gable).



http://www.youtube.com/watch?v=nqzCWjWLTY4&feature=player_embedded

Outros filmes de Powel são: "Honolulu" (1939), em que Powell faz um hula-estilo de sapateado; "The Broadway Melody de 1940" (1940), um dos melhores de Powell, com um prazo de seis minutos de sapateado com Fred Astaire na melodia de Cole Porter "Begin the Beguine"; "Lady Be Good" (1941), com canções de George Gershwin; "Ship Ahoy" (1942) e "Sensações" de 1945 (1944) - último filme estrelado por Powell.

"Honolulu"


http://www.youtube.com/watch?v=aCK3VbA8vt0&feature=player_embedded

"The Broadway Melody de 1940"


http://www.youtube.com/watch?v=lTN-NPtNOHU&feature=player_embedded

Com exceção do Columbia Studios, que começou na década de 1930 como um pequeno estúdio, e o que foi inicialmente incapaz de investir em musicais, todos os outros grandes estúdios de Hollywood, da década de 1930, desenvolveram o seu próprio estilo particular de filme musical, e seu próprio 'cast' de estrelas musicais. Era quase como se os executivos de cada estúdio sentissem sua fórmula de musical como uma espécie de talismã que iriam lhes garantir o sucesso.

E o Eddie Cantor, ou Banjo Eyes, nascido Edward Israel Iskovitz ? Ele já tinha aparecido em uma série de curtas-metragens (gravação dele tocando músicas em suas loucuras e rotinas de comédia) e a ele foi oferecido a liderança no "The Jazz Singer" quando foi rejeitado por George Jessel. Cantor também a recusou, e por isso este número foi para Al Jolson, mas ele se tornou uma estrela de Hollywood em 1930 com a versão cinematográfica de "Whoopee!". Durante as duas décadas seguintes, ele continuou a fazer filmes: "Palmy Days" (1931), "The Kid from Spain" (1932), "Roman Scandals" (1933), Milhões "Kid" (1934), "Strike Me Pink" (1936), "Ali Baba Goes to Town" (1937), "Forty Little Mothers" (1940), "Thank Your Lucky Stars" (1943), "Hollywood Canteen" (1944), "Show Business" (1944) até 1948, com seu último filme, "If You Knew Susie".



http://www.youtube.com/watch?v=InTuAeGjr4M&feature=player_embedded



http://www.youtube.com/watch?v=285-qOZjt2g&feature=player_embedded

A parceria criativa Cantor & Goldwyn continuou a ser um ponto alto nas duas carreiras, mas Cantor aliviado, longe de filmes na década de 1940, concentrando-se no rádio e na televisão, saiu cedo do cinema.

Alguns estúdios tinham suas próprias atrações musicais e, nos meados da década de 1930, foi a Twentieth Century Fox que assumiu os rumos da talentosa e encantadora criança Shirley Temple como sua atração principal nos filmes musicais.

Shirley Temple foi de longe a mais famosa estrela infantil de todos os tempos. Ela poderia fazer tudo: agir, cantar e dançar e tudo isso na idade de cinco anos! As fãs amavam-na do jeito como ela era brilhante, saltitante e alegre em seus filmes e estes foram explorados e consumidos em produtos que ornamentavam sua figura de cabelos em cachinhos (tinha 50 cachos dourados). Bonecas, discos de vinil, canecas, bonés, vestidos, qualquer que fosse o objeto com sua imagem era vendido. Em 1939, sua popularidade diminuiu. Embora tenha estrelado em alguns filmes de bom gosto como "Since You Went Away"(Desde que Partiste)de 1944 e "The Bachelor and the Bobby-Soxer"(Solteirão Cobiçado) de 1947, sua carreira estava chegando ao fim. Em adulta saiu do cinema e assumiu o cargo de embaixatriz de Gana e da Checoslováquia.


Alguns filmes de Shirley Temple:
"The Little Colonel The Little Colonel "- (A Mascote do Regimento) (David Butler)1935 -com sua seqüência de famosa dança na escadaria

"Fort Apache" (Sangue de Heróis)-1948-

"Since You Went Away"(Desde Que Partiste) (John Cromwell)1944

"The Bachelor and the Bobby-Soxer"(Solteirão Cobiçado) (Irving Reis)1947

"Heidi "(Allan Dwan)1937- inclui uma sequência de sonhos na Holanda com o canto de "In My Little Wooden Shoes"

"Little Princess"(A Princesinha) (Walter Lang)1939 - seu primeiro longa-metragem Technicolor

"Stowaway"(A Pequena Clandestina) (William A. Seiter)1936 - como um personagem chamado Ching-Ching, órfãs e ociosos, em Xangai, na China, em um navio com destino a San Francisco

" Little Miss Marker"(Dada em Penhor) (Alexander Hall)1934

"Poor Little Rich Girl"(A Pobre Menina Rica) (Irving Cummings)1936- um remake do filme de Mary Pickford de 1917, co-estrelado por Alice Faye

"Wee Willie Winkie"( A Queridinha do Vovô) (John Ford)1937

"I'll Be Seeing You"( Ver-te-ei Outra Vez) (William Dieterle)1944

"Curly Top"( A Pequena Órfã) (Irving Cummings)1935 -como moradora de um orfanato

"Dimples"( Princezinha das Ruas" (William A. Seiter)1936.



http://www.youtube.com/watch?v=RTwiLsOFH4A&feature=player_embedded



http://www.youtube.com/watch?v=wNwFXLcrsbc&feature=player_embedded



http://www.youtube.com/watch?v=AjCFYpWDmfM&feature=player_embedded



Para o público adulto, a cantora e bailarina Alice Faye estrelou sucessos como: Anjo ou Demônio (Otto Preminger)1945; Epopéia do Jazz (Henry King)1938; Entre a Loura e a Morena (Busby Berkeley)1943; Uma Noite no Rio (Irving Cummings)1941 e tantos outros. Considerada mais como cantora do que atriz, Faye cravou o que disseram muitos criticos, a sua melhor atuação no filme "In Old Chicago" de 1937.

Filmes como "Week-End in Havana" e "That Night in Rio" (ambos com Carmen Miranda), fez bom uso da forte voz de Faye, de canções românticas, sérias e até as animadas.



http://www.youtube.com/watch?v=l_0XoB-NT14&feature=player_embedded



http://www.youtube.com/watch?v=4P1G9N4vOsc&feature=player_embedded



http://www.youtube.com/watch?v=pg5fhQpJR_c&feature=player_embedded

Em 1939 surgiu, como já foi falado antes, um dos musicais clássicos mais amados da história do cinema que estreou com sucesso. "The Wizard of Oz" (O Mágico de Oz) ganhava as telas no segundo semestre de 1939 e iniciava uma trajetória de prêmios importantes (ganhou 2 Oscar e foi indicado à Palma de Ouro em Cannes), com canções memoráveis (Over The Rainbow, por exemplo) e referências que povoam até hoje a cultura pop, como a estrada de tijolos amarelos e os sapatinhos vermelhos de Dorothy.

A voz linda de Judy Garland.Clique.
http://www.youtube.com/watch?v=Kn8-oaj7wG0



http://www.youtube.com/watch?v=bAW0pYCgb0s&feature=player_embedded

Agora, com novas tecnologias que vale a pena ver...


http://www.youtube.com/watch?v=1qz3B1_N3oE&feature=player_embedded



http://www.youtube.com/watch?v=YA2PubOMO2o&feature=player_embedded

Mas não se pode esquecer que surgia nesta época o Fred Astaire, que formou com Ginger Rogers o mais perfeito e invejado par na história dos musicais. Os dois dançam a música “cheek to cheek”, de Irving Berlin, em"Top Hat"( O Picolino) (1935), e nós sonhamos, assim como a protagonista do filme de Woody Allen, em "A Rosa Púrpura do Cairo" (1985), a qual procurando esquecer-se das tristezas do seu dia, assiste ao filme e vai aos poucos, do seu rosto tristonho se descontraindo até adquirir uma expressão de puro encantamento, com a qual Woody Allen encerra o filme.



http://www.youtube.com/watch?v=MYLFCsPC3RQ&feature=player_embedded

Fred Astaire & Ginger Rogers - Smoke Gets in Your Eyes. Mais uma belíssima cena de dança imortalizada pelo grande casal desta época do cinema.



http://osmusicaisdomundo.blogspot.com/2010/02/febre-dos-musicais.html

Astaire reinará sozinho como o dançarino número um do cinema até a ascensão, nos anos 40, de Gene Kelly. Com a ressalva de que o estilos de ambos eram bem diferentes: enquanto Astaire representava o modelo clássico, Kelly incorporava um estilo mais popular e atlético. De qualquer forma, ambos participaram de maneira decisiva da fase de ouro do gênero, nos anos 40 e 50. Gene Kelly e Frank Sinatra também eram irresistíveis juntos: “Take me out to the ball game”(A Bela Ditadora)1949 de Busby Berkeley, “Anchors aweigh” (Marujos do Amor)1945 de George Sidney e “On the Town” (Um Dia em Nova Iorque), o primeiro musical com cenas externas.:



Gene é uma provinha do que virá pela frente, nos anos 40.
video

http://www.youtube.com/watch?v=uJzYKm1_Bvo

Com o Gene Kelly entramos nos anos 40, deixando para trás a inocência dos filmes de Fred Astaire. Mas ainda temos muito o que falar dos anos 30. Aguardemos os próximos posts.





Levic

Nenhum comentário:

Postar um comentário