terça-feira, 6 de julho de 2010

1937- The Firefly ( O Vagalume)






"The Firefly" (1937)

(O Vagalume)


Dirigido por Robert Z. Leonard
Produzido por Robert Z. Leonard
Hunt Stromberg

Escrito por Otto A. Harbach (reprodução)
Frances Goodrich
Albert Hackett

Estrelando Jeanette MacDonald
Allan Jones

Música de Herbert Stothart e
Rudolf Friml

Cinematografia Oliver T. Marsh
Edição por Robert Kern
Distribuído por Metro-Goldwyn-Mayer-
Lançamento data 01 de setembro de 1937
Tempo de duração: 131 minutos
País Estados Unidos
Idioma Inglês
Orçamento 1,495 milhões dólares
A receita bruta 1244 mil dólares (lucro Nacional)
1430 mil dólares (lucro Estrangeiros)

Elenco:
Jeanette MacDonald ...Nina Maria Azara
Allan Jones... Don Diego / Captain Andre
Warren William ...Colonel de Rouchemont
Billy Gilbert ...Inn Keeper
Douglass Dumbrille ...Marquis de Melito ( Douglas Dumbrille)
Henry Daniell ...General Savary
Leonard Penn ...Etienne DuBois
Tom Rutherford ...King Ferdinard ( Tom Rutherfurd)
Belle Mitchell ...Lola
George Zucco ...St. Clair
Corbet Morris ...Duvall ( Corbett Morris)
Matthew Boulton ...Duque de Wellington



"The Firefly" é um filme musical de 1937 estrelado Jeanette MacDonald e Allan Jones . O filme é uma adaptação da opereta do mesmo nome do compositor Rudolf Friml e do libretista Otto A. Harbach que estreou na Broadway em 1919. O filme utilizou quase todas as músicas da opereta, mas descartou o enredo a favor de uma nova história que se passa na Espanha durante a época do Imperador Napoleão I e adicionou uma nova canção, "The Donkey Serenade", que se tornou
popular, como foi uma das canções de Friml, " Giannina Mia", ambas lançadas em discos.

Os três sucessos tremendos de Janette MacDonald: Naughty Marietta , Rose-Marie , e Maytime que tinham transformado Nelson Eddy e Jeanette MacDonald como os ' Queridinhos da América', talvez tenham deixado o público um tanto desconfiado deste filme, no sentido de sua expectativa de mudança. Entretanto, Allan Jones correspondeu inteiramente ao papel com sua voz de timbre melodioso e vibrante. Na verdade, The Firefly foi um dos filmes de maior bilheteria de 1937-1938.

Jeanette MacDonald retrata Nina Maria, que canta, dança e é espiã da Espanha durante as Guerras Napoleônicas. Logo no início da história, Nina está ansiosa para desencorajar um oficial francês amoroso, então ela finge interesse em Don Diego (Allan Jones). Agora, ela tem um problema maior - desencorajar Don Diego, que na verdade é um contra-espião francês, cuja missão é vigiar Nina Maria.

A MGM e outros estúdios também na época atolaram-se em filmes com dados históricos. O estúdio sempre teve uma propensão para os épicos apoiado por uma boa história, como: Ben Hur , Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse, O Grande Motim e outros. O muito aguardado "The Good Earth" , de Thalberg finalmente tinha chegado à tela naquele ano, ganhando Luise Rainer o seu segundo Oscar. A indústria cinematográfica foi se tornando tão convencida de sua própria importância que estava voltando a um gênero de filme que não era visto desde os trabalhos de alguns dos "diretores de mestre" do silêncio, do tipo de filme em que os personagens históricos eram motivos de enredos numa velocidade estonteante para enfatizar a importância da produção. daí um musical com tema histórico.




Don Diego, o papel do tenor Allan Jones, que fez as sequências de ópera e Rose Marie, viu sua carreira subir tão rápido que filmes como " A Night at the Opera (em que ele substituiu o quarto irmão Marx, Zeppo, como cantor romântico) nem sonhou chegar de perto. Jones tem uma agradável voz de tenor, uma forma alegre de atuar, e ele pareceu ótimo em calças apertadas de espanhol. Ele e MacDonald interpretaram muito bem juntos e se tornaram bons amigos fora da tela.

Rudolf Friml com o seu trabalho em 1912 fornece a base para este musical memorável que mantém algumas canções originais (incluindo "Giannina Mia"), revê outros e apresenta um que se mostra um clássico charmoso "The Donkey Serenade", que se tornou a canção 'assinatura' de Jones ao longo de sua carreira.

Nesta adaptação da opereta de Rudolf Friml, a agente secreta Nina Maria Azara (Jeanette MacDonald) está com o trabalho de se infiltrar na tropa francesa, a mando do rei da Espanha como uma cantora conhecida como "Mosca do Fogo" ou "Vagalume"(Firefly). Sua missão é descobrir a parte da estratégia de Napoleão de invadir a Espanha, antes que seja tarde demais.

Toda a música do filme foi feita por Rudolf Friml e letras de Otto A. Harbach, salvo acréscimos.
"LOVE IS LIKE A FIREFLY"
Letras de Otto A. Harbach, Bob Wright and Chet Forrest
Canta Jeanette MacDonald

"DANSE JEANETTE"
Escrito Herbert Stothart
Dançada e cantada porJeanette MacDonald

"THE DONKEY SERENADE" Rudolf Friml e Herbert Stothart
Letras de Bob Wright e Chet Forrest
CantadaAllan Jones

"SYMPATHY"
cantada porJeanette MacDonald

"A WOMAN'S KISS"
letras de Bob Wright e Chet Forrest
cantada Allan Jones
vocal de Jeanette MacDonald

"GIANNINA MIA"
cantada por Allan Jones

"HE WHO LOVES AND RUNS AWAY"
Letra de Gus Kahn
cantada por Jeanette MacDonald

"WHEN A MAID COMES KNOCKING AT YOUR HEART"
Letra de Otto A. Harbach, Bob Wright e Chet Forrest
cantada Jeanette MacDonald

"I LOVE YOU DON DIEGO"
cantada porJeanette MacDonald

"OJOS ROJOS"
(não creditado)
Argentine Folk Song
Arranjo de Manuel Alvarez Maciste
tocada Manuel Alvarez Maciste

"PARA LA SALUD"
Arranjo de Herbert Stothart
dançada Jeanette MacDonald

"THE DONKEY SERENADE"
Musica de Rudolf Friml e Herbert Stothart
Letra de Bob Wright e Chet Forrest
cantada por Jeanette MacDonald e Allan Jones

FINALE: "GIANNINA MIA"
cantada por Jeanette MacDonald e Allan Jones

"ENGLISH MARCH"
cantada pelo coro


Enredo:

O filme abre com a entrada triunfal de Rei Fernando em Madrid. Aa pessoas adoram seu jovem Rei, mas a alegria é um pouco atenuada pela presença ameaçadora das tropas francesas.

Em uma conferência, o astuto general francês Gilles Savary (Henry Daniell) acalma os espanhóis e o rei Ferdinand (Tom Rutherfurd), assegurando-lhe que as tropas francesas estão apenas ocupando a Espanha para "proteger-se" das forças inglesas, uma vez que Napoleão quer é a paz na Europa.

As festividades continuam com dança, festa e fogos de artifício. Em um bar nas proximidades, a principal atração é Nina Maria Azara, o "Mosca del Fuego"(uma tradução bizarra de "Firefly"). Ela é deslumbrante, os clientes, incluindo muitos oficiais franceses. Um deles, Etienne (Leonard Penn), é suspeito quando Nina Maria (Jeanette) diz que está cansada demais para vê-lo depois do show.

Cantando “Love is Like a Firefly”, ela vê um espanhol jovem e impetuoso na platéia e flerta com ele timidamente por trás de seu fã. Don Diego (Allan Jones) responde com alegria, cantando "A Woman's Kiss". Nina Maria fica encantada e, girando sobre a melodia emocionante, ela obedece a letra, dando-lhe um longo beijo. Etienne está convencido de sua infidelidade e Don Diego de seu interesse.

O Don Diego persegue-a até a seu camarim, onde ela lhe explica que só o beijou para livrar-se do oficial francês. Através da janela, Don Diego vê Etienne espreitando lá fora e diz: "eu acho que você deveria tentar novamente", ficando em posição para outro beijo.



Nina Maria implora para ele não lutar com Etienne, que é um exímio atirador, e sai para atender o Marquês. Nina Maria e o Marquês passam a falar de negócios. Ela está usando seu trabalho para obter informações a partir do francês. As ordens do Marquês são para seguir para Bayonne, cidade francesa próxima à fronteira espanhola, onde a conferência entre Napoleão e Ferdinand está para ser realizada. Ele suspeita de uma armadilha.

Na manhã seguinte, o cocheiro de sua carruagem(Robert Spindola) e seu filho que toca um flautim, se mete por um caminho sinuoso ao longo de uma trilha de montanha,e dispara quando pensa que tem bandidos no caminho. Don Diego, que está vigiando Nina, vê e galopando seu cavalo alcança a carruagem.

Dom Diego chegou a dizer a Nina Maria que ele não lutou o duelo. Ele dormiu demais. Nina Maria está furiosa com o susto e deu ordens ao cocheiro para prosseguir. Don Diego troteia ao lado como um acompanhante sem ser convidado.

Don Diego se oferece para cantar para entretê-la na viagem, mas ela diz que está indo dormir. O pequeno filho do cocheiro toca sua canção "donkey". Don Diego canta a já clássica "Donkey Serenade", escrito especialmente para o filme. Os ritmos cativantes e contra-ritmos despertam mesmo a Nina Maria de seu sono fingido.

Á noite, eles jantam juntos e passeam pelo jardim enluarado, perfumado de jasmim. depois, Diego em um carro coberto de palha, em um interlúdio divertido, ele tenta convencê-la que eles estão andando em uma gôndola veneziana. Como prova, ele canta a luxuriante romântica "Giannina Mia." Sua reserva amolece com o calor ardente da música. Relutante, ela confessa que foi movida por sua música.

Em um dos mais belos figurinos para Jeanette, ela canta, “He Who Loves and Runs Away” , hipnotizando os oficiais franceses. (Entre os extras estão o diretor Robert Z. Leonard, a coreógrafa Albertina Rasch, e a futura estrela Dennis O'Keefe.) Nina Maria só tem olhos para um distinto homem mais velho em uma mesa de centro. Enquanto ela canta, ela toca feliz com os dedos na sua marca insignia de coronel. Ele é o único que ela quer.Seu flerte é interrompido pela entrada repentina de Don Diego. Assustada, ela responde aos militares em coro, aproveitando para colocar o chapéu do coronel e armar ele em sua própria cabeça. É um dos momentos mais lindos do filme, onde Jeanette mostra bem a extensão de suas cordas vocais.

Como previsto, o coronel De Rougemont (Warren William) tenta recuperar seu chapéu no camarim da senhora, mas eles são interrompidos por notas e flores do ciúme de Don Diego. No entanto, o coronel consegue fazer um almoço com Nina Maria tête-à-tête . Nina Maria diz-lhe que quer saber tudo sobre Napoleão. Coronel De Rougemont (Warren William) é especialmente cativado por Nina Maria.




Na manhã seguinte, Nina Maria pára na barraca de um vendedor de aves (Maurice preto) para comprar dois pombos-correio para notificar ao Marquês da espera de Melito. Ela e Lola, em seguida, passeiam a entre os vendedores, até que Don Diego aparece. Eles andam juntos, compram flores, morangos, e castanhas de várias barracas. Finalmente, atravessando uma ponte rústica, sentam em um banco ao lado de uma lagoa.

Diego diz a Nina Maria, que ele não quer que ela vá almoçar com o coronel de Rougemont. Ela sorri para o seu ciúme e lhe assegura que o coronel é um homem muito importante. Diego admira o medalhão que ela está usando. Ela abre para lhe mostrar fotos de sua mãe e pai.

Eles jogam a última das suas castanhas para os patos, e Diego tenta alimentar um deles quando ele bica seu dedo. Para aclamar a mão ferida, ela canta "Sympathy". Sua pequena cena de amor é interrompida por Napoleão, marchando em Bayonne. Nina Maria salta para manter seu encontro de almoço. Diego pede para ela não ir, mas ela insiste. Como penhor de seu amor, ela abandona o medalhão, e então corre para seu apartamento para trocar-se.

No meio de uma série de fatos, Nina descobre a identidade de Diego que é revelada como sendo o capitão François André da polícia secreta, que tem vindo a prosseguir Nina Maria há meses e, em seguida, Nina Maria é condenada a deixar o país.

Na fronteira, Don Diego pára seu carro para lhe devolver o medalhão. Só quando algum tipo de conclusão dramática é chamada para uma segunda história começa. Nós somos brindados com uma montagem mostrando a opressão dos espanhóis pelos franceses.

Nina Maria e o Marquês vão ver o irmão de Napoleão, José Bonaparte (Stanley Price), que faz uma entrada triunfal em Madrid, como o novo governante espanhol. Nina Maria lamenta que tudo isso tenha sido causado pelo seu fracasso, mas o Marquês diz que ela terá outra chance.

A montagem continua com camponeses em marcha sob um céu sem nuvens, um mar de foices, enxadas, ancinhos e contra as armas dos franceses.

Em uma breve seqüência de campo, o Marquês informa a Wellington (Matthew Boulton) que não pode continuar até que eles ouvem de um espião muito especial, que agora está atrás das linhas francesas. Os tambores militares se dissolvem em um ritmo de dança que bate. Um grupo de meninas selvagens ciganas espanholas vão entreter as tropas ao redor de uma fogueira. Uma delas é Nina Maria. Os tons crus deliciosos dos cantores ciganos evoluem para uma orquestra completa de Rimsky-Korsakov no "Capricho Espagnole." Em um número pouco coreografado, dança MacDonald em volta do fogo. A passagem do coronel De Rougemont dá para olhar para ela.




Sob as ordens do coronel, Nina Maria é levada para a sede, mas lá ela se deixa apanhar com um mapa das linhas francesas. O oficial de inteligência de plantão, é claro, o capitão André, o ex-Diego . Ele traduz a mensagem codificada, e Nina Maria é presa para aguardar a execução. O mapa mostra as posições das tropas francesas e pede para verificação. No mesmo código, o capitão André escreve sobre o mapa que está tudo correto, exceto que o centro francês é fraco. O coronel dá ordens de cada flanco para o centro, e então libera um dos pombos de Nina Maria com a mensagem anexada em sua perna.

Da janela do seu cárcere, Nina Maria observa o pássaro, mas com alegria estranha. André visita a sua cela e, quando as tropas espanholas se aproximam, Nina Maria de novo, explica. Seu trabalho foi pego com a mensagem. Os espanhóis sabem que qualquer mensagem que recebessem terria sido enviada pelos franceses. Começa a batalha com a invasão dos espanhois.

Nina Maria vê Diego cair. Numa reprise pouco incongruente de sua canção de amor, ela empurra os braços através das grades em direção a ele, cantando "Giannina Mia", com lágrimas escorrendo pelo rosto.




O barulho das explosões se desvanece perante o coro triunfal da vitória, e em outra montagem, vemos a queda da bandeira francesa na poeira. O camponês simbólico da Espanha se levanta e lança fora os seus grilhões, iluminado por um sol glorioso. A América estava muito preocupada com a Guerra Civil Espanhola, e em 1937, havia alguma suspeita sobre esta questão.

O Marquês entra na cela de Nina e a batalha termina. Os aplausos são para ela, ele lhe diz. Mas Nina está querendo ver se encontra Diego ferido e vasculha os hospitais a céu aberto. Ela o encontra, enfaixado e delirante, e afunda-se ao lado dele.

Os amantes, saudáveis e juntos estão nun vagão de um coche cantando "Donkey Serenade" e em alguns bares ouve-se a canção de "Giannina Mia.




http://www.youtube.com/watch?v=jKJpqQounRQ&feature=player_embedded




http://www.youtube.com/watch?v=jdgLUDEFSLQ&feature=player_embedded






http://www.youtube.com/watch?v=enfcO6voygk&feature=player_embedded




http://www.youtube.com/watch?v=0tFIycI9jjU&feature=player_embedded



video



                                                                                 
Levic

Nenhum comentário:

Postar um comentário