sábado, 19 de junho de 2010

1936- Melody of Broadway of 1936(Melodia da Broadway de 1936)





"Melody of
Broadway of 1936"
(1936)

(Melodia Da Broadway De 1936)

Diretor: Roy Del Ruth
Escritores:
Moss Hart (história) e Jack McGowan (roteiro)
Produtor...John W. Considine Jr.
Cinematografia...Charles Rosher
Edição...Blanche Sewell
Direção de Arte...Cedric Gibbons
Figurino...Adrian
Departmento Musical:...
Roger Edens .... arranjos
Alfred Newman .... diretor musical
Edward B. Powell .... orquestrador
Dudley Chambers .... diretor do coro
Marjorie Lane .... voz de Eleanor Powell
País...Estados Unidos
Ano:1936

Elenco:
Jack Benny ... Bert Keeler
Eleanor Powell ... Irene Foster
Robert Taylor ... Robert Gordon
Una Merkel ... Kitty Corbett
Sid Silvers ... Snoop Blue
Buddy Ebsen ... Ted Burke
June Knight ... Lillian Brent
Vilma Ebsen ... Sally Burke
Nick Long Jr. ... Basílio Newcombe
Robert Wildhack ... Hornblow
Paul Harvey ... Scully
Frances Langford ... A própria
Harry Stockwell ... Ele mesmo

As Canções do Filme:
"Broadway Rhythm"
(1935)
Música de Nacio Herb Brown
Letras de Arthur Freed
Tocada durante os créditos de abertura
Dançada por um coro no ensaio
Cantada por Frances Langford na boate
Dançada pelo Buddy Ebsen , Ebsen Vilma , Knight junho , Long Nick Jr. e Eleanor Powell na boate

"You Are My Lucky Star"
(1935)
Música de Nacio Herb Brown
Letra de Arthur Freed
Tocada durante os créditos de abertura
Cantada por Frances Langford e coro
Cantada e dançada por Eleanor Powell (dublado por Marjorie Lane ) e coro em um balé
Jogado no piano por Roger Edens e dançou pelo Eleanor Powell
Reprise por Robert Taylor e coro no final
Jogaram como música de fundo muitas vezes

"Melodia da Broadway"
(1929)
Música de Nacio Herb Brown
Letras de Arthur Freed
Cantada por Harry Stockwell na primeira cena

"I've Got a Feelin' You're Foolin'"
(1935)
Música de Nacio Herb Brown
Letra de Arthur Freed
Cantada por junho Knight , Robert Taylor e coro
Dançaram June Knight , Long Nick Jr. e coro
Reprise por Frances Langford
Jogaram como música e dança durante os créditos finais

"Sing Before Breakfast"
(1935)
Música de Nacio Herb Brown
Letra de Arthur Freed
Cantada e dançada por Buddy Ebsen , Vilma Ebsen e Eleanor Powell
(Dublada por Marjorie Lane )

"All I Do Is Dream Of You"
(1934)
Música de Nacio Herb Brown
Letras de Arthur Freed
Cantada em um disco em francês por um cantor desconhecido

"On a Sunday Afternoon"
(1935)
Música de Nacio Herb Brown
Letra de Arthur Freed
Cantada e dançada por Buddy Ebsen e Vilma Ebsen

"The Old Folks at Home (Swanee River)"
(1851)
Escrito por Stephen Foster
Interpretada por Roger Edens

Este filme é um musical que faz exatamente o que realmente se espera dele. As canções são bonitas, a comédia sarcástica (Jack Benny), o casal romântico (Robert Taylor e Eleanor Powell), o casal de amigos talentosos (Buddy Ebsen e Vilma) e a trama muito sem consistência que inclui a representação do sexo feminino com acentos radicais da época (mulher direita não é atriz) e uma seqüência de sonho musical.



O filme é precedido por Melodia da Broadway (1929) e seguido por Broadway Melody of 1938 (1937) e Broadway Melody of 1940 (1940), e um outro filme da série foi planejado, que seria o "Broadway Melody of 1943", estrelado por Eleanor Powell e Gene Kelly . No entanto, esse projeto foi abandonado, e um número de dança filmada por Eleanor Powell foi editado em "Thousands Cheer" (1943).




A série "Broadway Melody" não apresentou enredos com tramas complexas, mas certamente foram dedicadas aos números de grande espetáculo, elenco digno de grandes cantores e bailarinos, e com finais felizes, como a América precisava durante a Depressão, e algo ficou como padrão, com ligeira variação desde então.




Embora a Warner Brothers e Busby Berkeley fossem responsáveis pela ascensão do musical da década de 1930, a MGM saiu com "Broadway Melody of 1936" que, sutilmente, levantou o gênero a um passo maior, através do talento de uma das maiores bailarinas que já apareceram na tela, Eleanor Powell. Fred Astaire e Ginger Rogers tiveram a graça e a elegância e Gene tinha força e vitalidade criativa na dança, mas Eleanor tinha tanto graça e força. Ela não precisava de parceiros, pois sozinha fazia o show.




Três números se destacam em "Broadway Melody of 1936 '. O primeiro, a "Broadway Rhythm", é uma combinação hipnótica de música e dança. A iluminação e a fotografia são simplesmente impressionantes, dando o suporte musical necessário. É difícil acreditar que este tenha sido o seu primeiro papel com danças, pois Eleanor olha para a câmera com os olhos brilhando, dando a impressão que está dançando só para agradar ao espectador.

http://www.youtube.com/watch?v=A21i1puwHLk







Além de Eleanor, temos a linda June Knight dançando com Nick Long Jr. e esses dois são ótimos juntos. Que pena que nunca mais fizeram par em outros filmes. Da mesma forma, Buddy Ebsen e sua irmã Vilma, formaram uma dupla fantástica. Além disso, o filme tem como protagonista o cara mais bonito do cinema de 30, que é Robert Taylor.







"I've Got a Feelin' You're Foolin'"('Você está iludindo) é tão memorável como "Broadway Rhythm" por razões semelhantes. É divertido e tecnicamente maravilhoso, sendo ótimo para assistir.

O refrão traz Nick Long Jr no palco para um desempenho de vê-lo saltar, aparentemente com pouco esforço, através de uma fila de meninas de coro, uma por uma, seguido por uma pirueta dupla, para logo depois entrar ao retorno de uma sensual June Knight usando um vestido sexy.




E por último, "You Are My Lucky Star"("Você é minha estrela da sorte") que mostra Eleanor Powell (dublada por Francis Langford) acompanhando a música com uma exposição de ballet que deve ter deixado o público com a cabeça girando. Tantos momentos memoráveis em um filme e um muito trabalho duro para os participantes pois os ensaios e filmagem das danças levaram meses.




O enredo da Broadway Melody de 1936 é um clássico do gênero. Bob Gordon (Robert Taylor) está produzindo um musical da Broadway - mas ele colide contra a atriz e financeira apoiadora Lilly Brent (June Knight), que se vê não apenas como a estrela do show, mas amada por Bob também. Quando seu "romance" é tocado pelo colunista Bert Keeler (Jack Benny), os ânimos entre os dois ficam alterados, e as questões são ainda mais complicadas com a chegada do velho Bob acompanhado de Irene Foster (Eleanor Powell), que almeja ser uma dançarina no Great White Way e é ajudada pela secretária de Gordon (Uma Merkel) a um final feliz.




As voltas e reviravoltas da história são bastante evidentes e o resultado é uma conclusão já esperada, como muitos musicais de Hollywood de meados dos anos 1930, onde a história realmente só existe como uma desculpa para atuações cômicas e números musicais. Mas o filme tem uma grande parcela de charme e reune uma série de artistas que se deslocam até o estrelato. A grande novidade aqui é Eleanor Powell e Jack Benny, ambos bastante novos no cinema. Não há como negar que Powell claramente se posicionou para se tornar uma grande estrela musical e Benny como um gênio cômico de valor.




Powell, Taylor e Benny são apoiados por uma série verdadeiramente sólida de atores e de intérpretes, principalmente Sid Silvers, Una Merkle, Frances Langford, e Harry Stockwell e particularmente na dupla de irmãos Buddy e Vilma Ebsen, com um ato popular de vaudeville.




Sinopse:
Broadway Melody de 1936 é um filme musical lançado pela MGM em 1935, apesar do título ter sido sido lançado em 1929, mas além do título e alguma música, não há nenhuma conexão com a história ao filme anterior.

Uma dançarina jovem, Irene Foster (Eleanor Powell), dotada de uma voz surpreendente e admirada por seu carisma, se muda para a Broadway na esperança de que seu amor de infância, agora produtor, Robert Gordon (Robert Taylor), a reconheça e a coloque no seu show.

Robert, por outro lado, está muito ocupado com um jornalista fofoqueiro, o colunista Bert Keeler (Jack Benny), e acaba não notando sua namoradinha de infância e muito menos o seu talento. Kitty (Uma Merkel), secretária de Robert, no entanto, percebe o talento da moça e planeja, junto
com Irene, uma situação onde Robert note não só a sua voz, mas também todo seu charme e encanto.



As coisas se complicam quando ela começa a representar uma famosa bailarina francesa, não percebendo que a dançarina é apenas uma invenção da imaginação do tal colunista de fofocas (Jack Benny).



Na trama final, ela consegue mostrar todo o seu talento e ser reconhecida como uma grande atriz da Broadway.

"Melodia da Broadway"
, além de indicado a dois Oscars, é vencedor de Melhor Direção de Dança para Dave Gould.






http://youtu.be/8qhz0ApGnHs




http://youtu.be/UxjEqgNIFqI



http://youtu.be/cA2TpAooA7M

http://youtu.be/A21i1puwHLk

http://youtu.be/ltINN256O60

http://youtu.be/_Z5PiQtmFEg

http://youtu.be/upUw-MedQ4Y

http://youtu.be/OQ6KGvOGrHA




http://www.youtube.com/watch?v=MSNug3jrxyA&feature=player_embedded



http://www.youtube.com/watch?v=UxjEqgNIFqI




http://www.youtube.com/watch?v=gvfAW2QrD_s




http://www.youtube.com/watch?v=MSNug3jrxyA&feature=related





http://www.youtube.com/watch?v=oWV9PL_MQMc&feature=player_embedded



http://www.youtube.com/watch?v=yc-2Dh6HNfQ



Até logo.

                                                                     
Levic

Nenhum comentário:

Postar um comentário